Comunidade Fique-Rico no MyBlogLog MyBlogLog . Fique-Rico no Technorati Technorati . Fique-Rico no StumbleUpon StumbleUpon . Fique-Rico no BlogBlogs BlogBlogs . Fique-Rico no Twitter Twitter . Fique-Rico no Delicious Del.icio.us . Fique-Rico no Facebook Facebook . Fique-Rico no Flickr Flickr . Comunidade Ambiente Ecológico no Orkut Orkut . Fique-Rico no Dihitt diHiTT . Fique-Rico no FriendFeed FriendFeed . Fique-Rico no Plurk Plurk . Fique-Rico no Jaiku Jaiku . AC no BlogCatalog blogcatalog
Eco-amigos, estamos com um problema no servidor e o link "leia mais" não está funcionando. Clique no título da postagem para ler na íntegra. Obrigado :)

sábado, 5 de maio de 2007

Pilhas e Baterias – Perigo para a sua Saúde e a do Planeta

As pilhas liberam componentes tóxicos que são cancerígenos, provocam anemia, debilidade, mutações genéticas e outros danos no seu corpo, além dos danos ao planeta. Simplesmente por serem jogados em lixo comum. Reduza: Evite aparelhos que necessitem de pilhas ou bateria. Recicle: separe, guarde e devolva aos estabelecimentos que as comercializam. Reutilize: Pilhas recarregáveis funcionam por até cinco anos, enquanto uma alcalina dura por 90 dias.


Todos sabem que as pilhas não devem ser jogadas em lixo comuns. Na verdade não deveria existir “lixo comum”, pois na atual situação em que vivemos é ridículo ainda não mudarmos nossos hábitos. Deveriam existir vários tipos de “lixo” diferentes, um pra cada tipo de material. Deveria ter uma lei como em alguns países da Europa, onde você paga pelo lixo que gera. Nesses países as pessoas nem caixa de sapato levam para casa, para não gerar lixo. Mas aqui no Brasil, além de levar a caixa, levam a sacola da loja e ainda o embrulho com alguns papéis. Os três R’s deveriam ser uma lei. Reduzir, Reciclar e Reutilizar.

Voltando as pilhas. Essas, quando jogadas em lixões ou aterros sanitários, liberam componentes tóxicos - cádmio, chumbo e mercúrio - contaminando o solo, os cursos d'água e os lençóis freáticos, afetando a flora e a fauna das regiões próximas e o homem, pela cadeia alimentar.

O cádmio é cancerígeno, o chumbo pode provocar anemia, debilidade e paralisia parcial e o mercúrio, ocasionar mutações genéticas. Eles também prejudicam o sistema nervoso central, o fígado, os rins e os pulmões

A queima de tais metais altamente nocivos não consiste em uma boa prática, pois seus resíduos permanecem nas cinzas, podendo volatilizar e contaminar a atmosfera.

Dai, a Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente - CONAMA n° 257/99:

"As pilhas e baterias que contenham em suas composições chumbo, cádmio, mercúrio e seus compostos, necessário ao funcionamento de quaisquer tipos de aparelhos, veículos ou sistemas, móveis ou fixos, bem como os produtos eletroeletrônicos que os contenham integrados em sua estrutura de forma não substituível, após seu esgotamento energético, serão entregues pelos usuários aos estabelecimentos que as comercializam ou à rede de assistência técnica autorizada pelas respectivas indústrias, para repasse aos fabricantes ou importadores, para que estes adotem diretamente, ou por meio de terceiros, os procedimentos de reutilização, reciclagem, tratamento ou disposição final ambientalmente adequado". (Artigo primeiro).

Tal situação é agravada aqui, no Brasil, pela venda irregular de pilhas e baterias provenientes da China, realizadas pelos camelôs. Essas pilhas piratas não seguem as normas técnicas e os padrões brasileiros, possuindo uma enorme quantidade de substâncias tóxicas além do permitido pela nossa legislação, não lhes permitindo descartes em lixo comum. Nesse tipo de comércio informal, não há conscientização e nem preocupação com a coleta.

Interessante ressaltar que as pilhas recarregáveis, apesar do preço mais alto do que as comuns, são muito superiores, do ponto de vista ecológico. Funcionam por até cinco anos, enquanto uma alcalina dura por 90 dias.

Também do ponto de vista energético, as pilhas são uma das fontes de energia mais caras que existem, superando eletricidade e combustíveis derivados de petróleo.

Portanto, vamos fazer uma divulgação "verde": pilhas e baterias devem ser separadas, guardadas numa caixa de papelão e devolvidas aos estabelecimentos que as comercializam ou a rede de assistência técnica autorizada pelas industrias.

Vamos exigir e valorizar os postos de coleta!

O Ministério do Meio Ambiente possui uma relação de pontos de coleta espalhados pelo Brasil.

Clique: http://www.mma.gov.br/port/sqa/prorisc/pilhasba/coletas/corpo.



3 Comentários:

Anônimo disse...

Meu adorei o seu trabalho!
Estou me baseando nele para fazer
um trabalho para toda escola!

Gato-do-mato disse...

Muito obrigado!
Tomara que seu trabalho faça com que as pessoas se preocupem mais com o destino das pilhas e baterias.

Anônimo disse...

Adorei este artigo. ele serviu demais p/ o meu trabalho. Faremos uma Campanha de coleta de pilhas. Valeu!!
Augusta Cristina Garcez Almeida/Aracaju-Sergipe

Postar um comentário

Olá!
Parabéns por não ser omisso e opinar!

Seu comentário será enviado ao moderador e em alguns instantes estará publicado.

Todo comentário tem resposta.

Visitantes Recentes

Comentários recentes

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO